Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

A Educação e o Futuro do País

Mesmo sem autorização do autor, não resisto a publicar este texto que considero uma óptima base de reflexão. Talvez para repensar a educação das nossas crianças e jovens. Por eles e por todos nós.

 

 

O futuro é negro. 4 de Julho.
A qualidade da nossa linguagem determina a qualidade do nosso pensamento. Não é opinião minha. É a opinião, praticamente unânime, da ciência linguística moderna. Mas se a sapiência dos académicos não chegar, que tal a simples observação? Não é claro que o nível de literacia cai de ano para ano? Não é também claro que os petizes ficam, de geração para geração, mais ignorantes e bestiais? Não é sabido que lêem cada vez menos e cada vez pior, que falam e escrevem mal e, consequentemente, pensam ainda pior do que lêem? Não é óbvia a relação de causa e efeito? Ou precisam de exemplos concretos? Eis alguns, de memória: Hi5, Myspace, MSN, trance, techno, house, electro, lounge, hip-hop, chill out, Tokio Hotel, Buraka Som Sistema e Amy Winehouse. E a obsessão pelos telemóveis e todas as suas particularidades irritantes, que desperta em mim sentimentos pouco cristãos (imagino, com prazer, sodomizar meninos e meninas com os seus aparelhos preferidos). Para quem gosta de evidências, que tal a própria cultura juvenil como evidência? Não é prova mais explícita da imbecilidade reinante entre os petizes?
Mas se ainda não acredita que o QI médio da população escolar não ultrapassa o neanderthal, convidemos as evidências «duras». Segundo a Lusa, a média dos exames de Português do 12º tem vindo a decrescer: dos 11,6 em 2006, para os 10,8 de 2007 e para os 9,7 de 2008. Em dois anos, o nível de literacia desceu quase dois valores. Mas o que são dois valores? Ninguém entraria em alarme se a média descesse de um 18 para um 16, ou de um 16 para um 14. Mas o facto de ter descido abaixo dos dez assusta, não assusta? Não devia. Pelo menos não devia causar mais susto, ou susto diferente, dos 11,6 de 2006. Afinal, isso quer dizer que a compreensão e a expressão do português estavam no limite do aceitável. E que hoje estão ligeiramente abaixo do aceitável. Não houve mudança de fundo. Houve, somente, continuação: o lento e fatal afundar do barco.
Os jovens aprendem a pensar com o comando na mão, através de programas desenhados para entreter símios, capazes de apodrecer a mais saudável das massas cinzentas. São jovens que não lêem, e que por isso recebem toda a informação através de um televisor. Os pais não têm tempo para educar os filhos e construir uma carreira e, obrigados a escolher uma das duas, optam normalmente pela segunda. As escolas, não educam: aviam. De ano para ano os níveis de exigência diminuem, e mais meninos chegam ao ensino superior sem saber nada sobre coisa nenhuma, completa e absurdamente iletrados. As escolas, o ministério da educação e, por fim, o país fazem boa figura perante a Europa. Todos ficamos satisfeitos por termos permitido chegar ao ensino superior alunos que não deviam ter passado da quarta classe. O país, porém, continua na pia, à espera da descarga fatal.
E a descarga fatal virá, quando as gerações de analfabetos que nos empenhámos em produzir forem adultas. Porque se as crianças são mesmo o futuro, então o futuro é negro.
Rui Miguel Brás, in Blogue  Orquestra do Tambor Flutuante

publicado por adormirnaforma às 17:08
link do post | comentar | favorito

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* 25 de Abril SEMPRE!

* No 170º aniversário do na...

* Viagem ao passado desconh...

* O Lago

* Fernando Pessoa

* ACORDA, PORTUGAL!!!

* Mar português...

* 2010

* Cumprir ABRIL para cumpri...

* DIA DA TERRA todos os dia...

* Páscoa 2009

* A OCULTAÇÃO

* 2009

* Boas Festas!

* O italiano que ama Pessoa

* LUCIANA STEGAGNO PICCHIO

* ALDEIA DA LUZ: a saudade ...

* Para que a memória não se...

* Afirmações para... reflec...

* Espírito do Tempo

*Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30


*arquivos

* Abril 2012

* Junho 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Dezembro 2009

* Abril 2009

* Fevereiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Setembro 2008

* Julho 2008

* Maio 2008

*arquivos

* Abril 2012

* Junho 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Dezembro 2009

* Abril 2009

* Fevereiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Setembro 2008

* Julho 2008

* Maio 2008

SAPO Blogs

*subscrever feeds